Produtos da serra para as mesas dos cearenses

17 de julho de 2012 - 03:00

As regiões serranas cearenses são responsáveis por 46% da contribuição do Estado no abastecimento, com destaque para a Ibiapaba que contribui com a maior parte desse volume

A beleza e os aspectos climáticos que facilmente agradam são algumas das característica das regiões serranas cearenses, mas, além disso, essas terras tem um grande potencial de produção de hortigranjeiros. Segundo o Sistema de Informação de Mercado Agrícola da Ceasa, considerando o volume mensal comercializado, cerca de 46% da contribuição do Estado no abastecimento vem das serras.

No último mês de maio, por exemplo, 7.939,0 toneladas de produtos oriundos dessas regiões abasteceram as mesas das famílias cearenses e desse volume participaram as produções dos municípios de Ibiapaba, Baturité, Maranguape e Uruburetama.

Participação por região serrana (%)
Ibiapaba          50%
Baturité            35,7%
Maranguape     9%
Uruburetama    5,3%

Desse total, as zonas produtoras da Ibiapaba são destaque com os municípios de Guaraciaba do Norte, Tianguá, São Benedito, Ubajara, Ibiapina, Croatá e Viçosa do Ceará. Com 50% do volume que chega das regiões serranas na Ceasa central, em Maracanaú, essa produção é essencial para o abastecimento do Estado. Entre os principais itens estão o tomate, o maracujá, a banana, o milho verde, o repolho, o pepino, o pimentão e as folhosas.

Além de abastecer a unidade central, a Ibiapaba conta com um entreposto na cidade de Tianguá, responsável pela movimentação de 72.610,4 toneladas de hortigranjeiros no último ano.

Mais: Veja a participação do Ceará no abastecimento e os volumes anuais na aba Estatística do nosso site.

Assessoria de Impresa Ceasa Ceará
Raissa Karen – (85) 3299.1701 | 8803.5121
imprensa@ceasa-ce.com.br | Twitter: @ceasace